Alimentos Tóxicos

Alimentos tóxicos para animais

 

Tenha especial cuidado com os seguintes alimentos:

 

Chocolate e cafeína

 

Estes alimentos contêm substâncias chamadas metilxantinas, alcalóides com alto poder estimulante do sistema nervoso central, encontradas principalmente no café, no chá e no cacau.

Os três tipos mais comuns de metilxantinas são a teofilina, a teobromina e a cafeína. As metilxantinas são encontradas nas sementes de cacau, no fruto do café e em nozes usadas para fazer algumas bebidas, como a noz de cola.

As metilxantinas são tóxicas para os animais e quando ingeridas podem provocar vómitos e diarreia, respiração ofegante, sede excessiva e excesso de urina, hiperactividade, ritmo cardíaco anormal, tremores, acidente vascular cerebral (AVC) e até a morte.

O chocolate, por exemplo, é rico em teobromina. Quanto mais concentração de metilxantinas houver, mais perigoso é o alimento, pelo que o chocolate negro (com maior teor de cacau) é mais perigoso do que o chocolate de leite. Infelizmente, os animais parecem gostar tanto de chocolate como os humanos, pelo que deve haver um cuidado extremo para não deixar qualquer tipo de chocolate ao alcance dos animais.

 

Álcool

 

Todas as bebidas alcoólicas e os alimentos que contenham álcool podem provocar vómitos, diarreia, perda de coordenação, depressão do sistema nervoso central, dificuldade em respirar, tremores, acidez anormal do sangue, coma e até a morte.

Deve haver cuidado com restos de bebidas alcoólicas esquecidas em copos, ou garrafas abertas que permitam ao animal chegar ao líquido. Deve haver especial cuidado com licores e bebidas doces, mais atractivas para os animais.

 

Abacate

 

Parece ser um alimento perfeitamente inocente, pois afinal trata-se apenas de uma fruta, mas o abacate é perigoso para os animais. A culpa é de uma substância chamada Persina (“persin” em inglês), que é basicamente uma toxina fúngica. A persina encontra-se nas folhas e na casca, sementes e polpa do abacate. Pode provocar vómitos e diarreia nos cães, sendo que as aves e os roedores (como ratinhos, hamsters, cobaias, porquinhos da índia e coelhos) são especialmente sensíveis ao envenenamento por abacate e podem sofrer congestão, dificuldade em respirar e acumulação de fluidos à volta do coração. Algumas ingestões de abacate revelam-se fatais.

 

URGÊNCIAS 24h

919+201+513

CVMI 2017

Todos os direitos reservados

2ª a 6ª - 10h-13h e 15h-20h

Sábado - 10h-13h e 15h-18h

214+569+009

214 569 009

919+201+513 (24h/dia - todos os dias)

cvmi@cvmi.pt

Rua da Alemanha, 189-B

Quinta de S. Gonçalo

2775-397 Carcavelos